Prefeitura de Campina Grande assina acordo de cooperação com a UFCG, para ampliação do Programa Famílias Fortes

Prefeitura de Campina Grande assina acordo de cooperação com a UFCG, para ampliação do Programa Famílias Fortes
Prefeitura de Campina Grande assina acordo de cooperação com a UFCG, para ampliação do Programa Famílias Fortes (Foto: Reprodução)

O secretário de Assistência Social do Município, Valker Neves, se reuniu, nesta terça-feira (25), com representantes da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e articuladoras do programa Famílias Fortes do Governo Federal, para assinatura de um acordo de cooperação, com a Universidade, que tem como meta ampliar o número de famílias atendidas na cidade.

Durante o encontro, na sede da Semas, além da assinatura do acordo, também foi discutida a possibilidade de novas atividades que poderão surgir a partir desta parceria. “A perspectiva de desenvolvimento das comunidades, com a chegada da UFCG, é muito positiva. Uma contribuição, a partir de uma nova equipe para atender as famílias, vai muito além do projeto de adequação à metodologia. Passa por oferecer mais mãos para acolher as famílias que participam do programa Famílias Fortes”, ressaltou o secretário Valker Neves.

Além do secretário, estiveram presentes, na reunião, a coordenadora do Programa, pela UFCG, Luiza Cirne; o pró-reitor de Extensão Universitária, Onireves Castro; além das articuladoras do programa no município, Aline Aguiar e Samara Nóbrega.

Na semana passada, foi realizada a seleção de 16 facilitadores, por meio do Centro de Extensão da UFCG, que irão atuar no programa. Para Luiza Cirne, que coordena os trabalhos pela UFCG, a contribuição dos novos facilitadores, dentro da comunidade universitária, pretende fortalecer ainda mais o trabalho que já vem sendo realizado pelo Município, desde o ano passado.

“Estamos muito tranquilos com a forma que estamos iniciando. O programa está com uma configuração excelente. Vamos alinhar os pontos necessários e caminhar juntos: professores, alunos, técnicos e famílias atendidas. Os estudantes selecionados estão bastante empolgados com o início das atividades”, assegurou Luiza Cirne.

O programa Famílias Fortes que atende atualmente 136 famílias, tinha como meta alcançar 360 este ano. Mas a partir da parceria com a UFCG, a perspectiva aumentou para 960 famílias, durante todo o ano. Os novos facilitadores já estão em fase de acompanhamento das atividades, que já tiveram início com o chamado “Encontro Zero”, nos bairros. Já os trabalhos com as famílias atendidas, terão início em fevereiro.